Lea

domingo, 28 de dezembro de 2008

Seu olhar perdido, focado no vazio das paredes brancas do quarto daquela casa, era o que mais angustiava. Todos os remédios, até mesmo os choques, de nada estavam adiantando...

Ver a mulher amada naquele estado estava acabando com seu ser. De uma hora pra outra ela começara a ficar contemplando o nada.
O silêncio às suas perguntas quando ela "voltava" era preocupante pois parecia que estivera ausente do corpo e só chorava em confusão sobre onde estava e até mesmo sem saber direito quem era.
No último ano os estados de ausência foram tantos que resolveram de comum acordo procurar tratamento clínico, que até agora estava sendo inútil.
Ela estava conversando ou fazendo alguma coisa e repentinamente parava e ficava com o olhar parado no vazio...
Muitas das vezes em que isso ocorria, voltava dizendo frases desconexas e chorava muito. Toda vez que isso acontecia ela ficava enfraquecida por vários dias, como se estivesse trabalhando sem descanso e só parasse quando o corpo desligasse...
Parecia estar com o dobro da idade devido ao stress a que seu corpo era submetido a cada vez que entrava naquele estado.
Ele resolveu procurar outro tipo de ajuda e foi a um homem que diziam realizar curas milagrosas. Foi marcado um dia para que ela fosse levada à casa deste homem, lá chegaram por volta das 12:00 horas, horário em que ela estava sempre consciente. As "viagens" eram sempre após as 17:00 horas.
Ao olhar para Lea, era esse o nome da mulher, João, o homem dos milagres, sentiu seu sangue gelar nas veias sem ter certeza de que sabia o porque.
João conversou com Lea a fim de obter mais informações a respeito do que teria que enfrentar. a conversa foi reservada e nem mesmo Lucas, seu marido, pode saber o teor da conversa.
Ao longo de tres horas, tempo que levou a conversa, Lucas nada pode ouvir ou fazer pois foi gentilmente colocado para o lado de fora da casa.
Quando Lucas foi chamado de volta para a casa, encontrou esperança nos olhos de Lea e, só por isso, já achou que tinha valido a pena ter ido até aquele local.
Naquela noite nada aconteceu e até fizeram amor...
Uma semana depois souberam que o João tinha sofrido um acidente fatal no quintal da casa onde estiveram em busca da cura de Lea.
Lea começou a ter crises cada vez mais demoradas de ausência total e contemplação do vazio.
Agora havia um agravante, muitas das vezes em que "voltava", falava uma lingua em sussurros por todos desconhecida e seus olhos pareciam fora das orbitas tamanho o medo que demonstravam.
Quando a crise terminava ela não lembrava de nada.
Marcas estranhas começaram a surgir pelo corpo de Lea, lembravam figuras geométricas com caracteres estranhos a todos que ela permitia verem.
Lea já não era deixada sozinha pois tentara destruir a própria vida por duas vezes sem sucesso.
Naquela noite Lucas, vencido pelo sono, acordou com Lea conversando naquela lingua que não podia entender com alguém que não podia ver. Os pelos de seu corpo eriçaram-se totalmente, estava muito frio e podia sentir uma presença embora não pudesse ver...
Muito medo e muito frio. Acendeu a luz e Lea olhou para ele com os olhos revirados, de seus lábios os sons guturais da lingua desconhecida denotavam urgência de que fizesse algo que não sabia o que era.
Sentiu algo invisível indo em sua direção. Estaria ficando louco?
Algo que não podia ver estava a poucos passos de alcançá-lo, podia intuir à medida que o frio aumentava...
Lea ficou em pé e começou a brilhar, isso mesmo a brilhar!
Lucas, antes de desmaiar ainda pode ver um vulto muito maior que Lea sendo tragado pela luz que dela saia e iluminava todo o quarto.
Acordou agradecendo por ser apenas um sonho e seus olhos procuraram Lea, que estaria dormindo tranquilamente pois pela manhã ela nunca tivera crises.
Lea não estava, nem ela nem a cama, muito menos o quarto, nem o hospital parecia ser o mesmo onde ela costumava ser tratada...
Onde ele estava?
Onde estava Lea?
- Doutor, o paciente saiu do coma!
Olhou para si mesmo e viu que estava com vários fios ligados ao corpo para monitoramento de seu coração e respiração.
Não conseguia movimentar-se, parecia que não o fazia há muito tempo. Estava tudo confuso, onde estava Lea?
- Lea, quem é Lea? foi a resposta que obteve.
Ainda chocado, recebeu a notícia de que sofrera um acidente e estava naquela cama por quase um ano.
Após a alta no hospital, Lucas reencontrou parentes e amigos e nunca encontrou Lea ou quem a tivesse conhecido.
O acidente que sofrera também estava sem solução pois fora encontrado desmaiado com um corte na cabeça, tremendo de frio e em estado de choque em uma casa abandonada perto de onde estivera acampando com amigos.

Read more...

então é natal...

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Em um belo dia instituiu-se que o nascimento do Redentor da humanidade seria comemorado no dia 25 de dezembro.
Alguns acharam que estava errado que Jesus teria nascido em Março, outros até que seria em outro mes qualquer menos Dezembro.
Brigas religiosas ou de qualquer outro cunho à parte, o importante é que se tenha um dia oficial e reconhecido pela esmagadora maioria para ser dedicado às homenagens a aquele que deu a vida na cruz por todos nós.
Se a coisa desandou para comércio ou para apenas mais um dia de folga, ainda assim é para muitos um dia exclusivamente de meditação e agradecimentos.
O sangue e o suor derramados naquela cruz não foram em vão, foram para que todos tivessem vida.
Aqui não digo como Católico, Protestante, Muçulmano ou qualquer outra denominação religiosa. Falo como alguém que é profundamente grato a Deus por todas as coisas e a Jesus, verbo feito carne, pelo sacrifício supremo de morrer para que vivamos.
As coisas que realmente importam são deixadas de lado para que se tenha poder sobre outros homens que se deixam levar.
No meu modo de ver se as pessoas querem comemorar o nascimento de Jesus no dia 25 de Dezembro, isso deve ser respeitado. Se outras pessoas nem querem acreditar que Jesus viveu, isso deve ser respeitado. As diferenças de opinião quando levadas ao extremo é que causam as maiores e intolerantes guerras.
Importante é lembrar que o Amor de Deus nos cerca e ilumina o tempo todo, o resto são formas de ver ou entender...

Read more...

meme rasgutalo

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Recebi um meme da New (http://esturdio.blogspot.com) que agora respondo e coloco à disposição de amigos para responderem:

A regras do Meme são as seguintes:

1. Linkar a pessoa que te indicou.

2. Escrever as regras do meme em seu blog.

3. Contar 6 coisas aleatórias sobre você.

4. Indique mais 6 pessoas e coloque os links no final do post.

5. Deixe a pessoa saber que você o indicou, deixando um comentário para ela.

6. Deixe os indicados saberem quando você publicar seu post.


Vamos lá.

1. Gosto muito da vida e dos desafios que ela oferece.

2. Estou sempre de bom humor, até quando não estou.

3. Tenho vontade de escrever um livro.

4. Gosto de jogar winning eleven no PS2.

5. Estou acima do peso e não me importo.

6. Não espero nada das pessoas e fico feliz com o simples fato de interagir com elas.

As seis pessoas que indico são:

Anderson da Usina Cerebral (http://usinacerebral.blogspot.com)

Arthur da Via Paralela (http://viaparalela.blogspot.com/)

Vitinho do Blog da Luz Fosca (http://blogdaluzfosca.blogspot.com/)

Luma Rosa da Luzdeluma (http://luzdeluma.blogspot.com/)

Vodoo do Mensagens Cristãs (http://www.mensagenscristans.blogspot.com/)

Johnny do Johnny Rox (http://www.johnnyrox.com/)

É isso.

Read more...

Quanto valem os seus sonhos?

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Vivemos em um mundo em que as pessoas valem pelo que tem e não pelo que são.
São "Igrejas" apregoando o reino de Deus que pode ser comprado por "trinta dinheiros", são "fiéis" comprando um Deus vingativo e corrupto que lhes pede R$10 pra dar R$ 1000 além de lhes perdoar qualquer desatino desde que aceitem o comando dos seus guias espirituais autoungidos.
São times de futebol e novelas dando circo e distração para o povo que tem fome e paga tudo que ganha em impostos. Claro que são pagos muito bem os que se prestam a jogar ou a representar, muito mais do que os que salvam vidas ou trabalham arduamente.
Estudar é, atualmente, treinar muito uma profissão para ser na grande maioria das vezes, empregado de alguém que pouco ou nada estudou mas que cresceu no mundo capital de forma lícita ou não...
Pessoas vendem por valores infimos seu suor enquanto políticos corruptos enriquecem e cuidam do futuro deles próprios prometendo melhorar a vida de todos.
Cultura e informação em plena época da informática é algo que está lá, disponível pra todos, porém muita informação e pouca sabedoria fazem do homem do nosso tempo uma marionete fácil de ser manipulada.
Leis e crimes andam de mãos dadas sem limites, são criadas leis para que sejam infringidas e gerarem lucros e favores. Crimes fazem parte do normal e são levados meio que na brincadeira por todos, menos pelas vítimas.
Privacidade zero é o caminho que a grande maioria aceita com docilidade em troca da falsa sensação de segurança que cameras, grades e outros dispositivos oferecem de forma ilusória.
Vizinhos são estranhos, estranhos são perigosos até que provem não sê-lo.
Quantos ótimos possiveis médicos, engenheiros, psicólogos e etc... estão nos faróis mendigando ou vendendo balas?
Será que sonham em não ter o que comer?
Será que são um preço do capitalismo ou outros ismos?
Muitos devem ter pouco para que poucos tenham muito?
Você está seguindo na direção dos seus sonhos, ou na direção que te dizem pra seguir?
As desculpas a mídia e as "igrejas" te dão aos montes para ser só mais um rosto submisso na multidão:
- A vida é assim mesmo, pobre não tem valor...
- Já tem muita gente na profissão...
- Você tem que sustentar a família primeiro e depois viver.
- Mulher é mesmo inferior ao homem e, portanto, ganha menos...
- Negros são inferiores...
- Todos devem ser submissos e dominadores. Submissos aos poderosos e tiranos no lar.
E por aí vai, há todo um rosário de pensamentos e desculpas prontos para quem quiser ou aceitar viver como os outros dizem que é certo.
E os seus sonhos como ficam?
Se você lutar para torná-los verdade, talvez tenha que suar sangue ou carregar uma cruz enorme enquanto é fustigado por chicotes e te colocam uma coroa de espinhos.
Os seus talvez sejam os primeiros a te negar...
Um reino ou um prato de lentilhas.
É, desde o início a coisa não é fácil...
O prêmio por realizar sonhos só tem valor pra você e ainda assim, ao realizá-los você muda a história.
Seu sangue banha as gerações futuras com esperança e fé, sua vitória em qualquer campo da vida é a redenção da humanidade. Seu maior troféu é o espelho que te mostra um Verbo feito carne que cresceu além da casca e ousou pagar os pecados do mundo.
A recompensa maior pode ser vista no olhar da criança que, como você é, te vê e sorri pra você e não de você.

Se te der vontade, comente!

Read more...

Pense nisso antes de morrer...

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

E se você morresse hoje???
Já teria feito alguém sorrir?
Teria indicado o caminho a alguém, feito bem sem saber a quem?
Ajudou alguém sem esperar nada em troca pelo menos uma vez?
Sua família teria como viver sem você, sem passar por enormes necessidades?
Teria algo de bom a dizer sobre você mesmo?
Pois é, por incrível que pareça, até para morrer você precisa pensar em algumas coisas...
O importante de tudo isso é que você é um mestre e um aluno que fazem toda diferença no equilíbrio do universo. Sim, a dualidade do seu ser se presta a dois papéis concomitantes, aluno e professor.
Aluno que, ou aprende ou sofre e mestre que ensina através das coisas boas e ruins que pratica. Você vira ponto de referencia quando se dá bem na vida ou quando tudo perde nela.
As pessoas apontam pra você e dizem o quanto você é bom ou ruim para com elas ou nas coisas que faz.
Você pode ser o melhor mendigo do mundo ou o pior e mais inescrupuloso rico do planeta.
Seja qual for a sua decisão pessoal, ela afetará tudo ao seu redor.
Não há como viver sem interagir com tudo que foi criado. Não há como ficar à parte dos acontecimentos nem parado.
Se você decidir não ajudar uma senhora a atravessar a rua, ela poderá morrer atropelada, poderá atravessar e causar um acidente ou atravessar incólume e você ficar aos olhos de quem vê a cena como alguém que não ajuda o próximo. Seu exemplo neste simples ato gerará lições a todos que estiverem próximos ao acontecimento. Pais dirão aos filhos para não agirem com sua indiferença ou para agirem como você. Talvez alguém crie uma campanha para que as pessoas ajudem as velhinhas a atravessarem as ruas, talvez alguém brigue com você e te mate ou te obrigue a matá-lo. Sua consciência te cobrará ou não atitudes diferentes caso a velhinha seja atropelada. Pode inclusive acontecer de um motorista, ao desviar dela, te atropelar...
É isso, você faz toda a diferença para que o universo funcione. Suas mais simples decisões podem e mudam tudo ao redor.
Seu sucesso ou fracasso pouco importam, já suas formas de agir em relação ao meio sim é que mudarão tudo, inclusive o meio ambiente.
Pense nisso antes de morrer.

comente se tiver vontade de comentar.

Read more...

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO